• Desempenho Energético dos Edifícios e NZEB - ESGOTADA

    — 25.10.2021 — 96€

    [formação.aperfeiçoamento.área 582]...............A avaliação de desempenho energético dos edifícios é realizada, tendo em conta as necessidades de energia afetas a usos, tais como o aquecimento e arrefecimento de espaços, a ventilação, a água quente sanitária, a iluminação, as quais são determinadas de modo a otimizar direta ou indiretamente, os níveis de saúde, conforto térmico e qualidade do ar interior dos ocupantes dos edifícios. No âmbito das obras sujeitas a Controlo Prévio, de edifícios novos, estes devem ser edifícios com necessidades quase nulas de energia (NZEB) e sujeitos a requisitos mínimos para alcançarem níveis de desempenho energético elevados. Os componentes renovados em edifícios a reabilitar estão igualmente sujeitos ao cumprimento de requisitos mínimos, ajustados à reabilitação. O cumprimento dos requisitos mínimos de desempenho energético relativos à envolvente dos edifícios, que visam, em particular, minimizar a ocorrência de patologias e limitar as necessidades de energia com vista à obtenção de condições interiores de conforto é, de acordo com o previsto no Decreto Lei 101-D de 7 de Dezembro de 2020, assegurado pelo técnico autor do projeto de arquitetura, no que se refere aos componentes envolvente opaca e envolvente envidraçada, no âmbito do projeto de arquitetura. Para estes efeitos o projeto de arquitetura deve detalhar as soluções adotadas em grau que possibilite a demonstração do cumprimento dos requisitos mínimos e a execução das soluções projetadas, em obra. A ação de formação em Desempenho Energético dos Edifícios e NZEB tem como objetivo fornecer as ferramentas para a definição e avaliação das envolventes com requisitos mínimos, a cumprir nos edifícios (novos ou a reabilitar), bem como a determinar e calcular o comportamento das soluções construtivas que integram o projeto, a fim de comparar com os valores máximos dos requisitos mínimos, e cumprir os mesmos de modo a alcançar níveis de desempenho energético elevados. Ler mais

  • Reabilitação Estrutural de Edificado Antigo Corrente - ESGOTADA

    — 26.10.2021 — 112€

    [formação.estágio.área 582]...............Esta formação visa abordar os problemas mais comuns observados em estruturas de edificado antigo corrente, entendidos no contexto desta formação como edificações comuns em alvenaria e madeira, i.e. anteriores à utilização generalizada do betão armado. Pretende-se também apresentar ferramentas que ajudem à avaliação e reabilitação destas mesmas estruturas, recorrendo a casos práticos, com vista à salvaguarda e preservação do património construído. Ler mais

  • Estatuto e Deontologia - ESGOTADA

    — 28.10.2021 — consultar€

    O Estatuto da Ordem dos Arquitectos (EOA) e as restantes normas internas regulam o exercício da profissão de arquiteto em Portugal. Esta ação de formação tem como objetivo dar a conhecer aos formandos o EOA e os seus regulamentos complementares, evidenciando a importância da sua observância para o competente e consciente exercício da profissão. Ler mais

  • Comportamento Acústico dos Edifícios na Construção Nova e Reabilitação - ADIADA

    — 02.11.2021 — 120€

    [formação.estágio.área 582]...............O presente módulo tem como objetivo abordar temas sobre o Comportamento Acústico na Construção Nova e Reabilitação; como identificar e calcular os valores dos parâmetros acústicos; determinar o isolamento sonoro aos sons aéreos e de percussão; identificar os materiais e técnicas para isolamento acústico; determinar o som provocado em espaços interiores devido ao campo direto e reverberado; identificar os documentos legais e normas técnicas conexas com o tema; identificar as propriedades dos vários materiais de isolamento e tratamento acústico no mercado. Ler mais

  • Levantamento e Caracterização do Património Corrente

    — 02.11.2021 — 112€

    [formação.estágio.área 582]...............Esta formação visa a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos na OA nas formações "Reabilitação e Conservação do Património Arquitetónico", "Patologias em Edifícios" e "Manutenção e Conservação do Edificado", ou em outras formações do mesmo âmbito, através do contacto direto com um caso de estudo. Ler mais

  • Estatuto e Deontologia - ESGOTADA

    — 08.11.2021 — consultar€

    O Estatuto da Ordem dos Arquitectos (EOA) e as restantes normas internas regulam o exercício da profissão de arquiteto em Portugal. Esta ação de formação tem como objetivo dar a conhecer aos formandos o EOA e os seus regulamentos complementares, evidenciando a importância da sua observância para o competente e consciente exercício da profissão. Ler mais

  • Plano de Acessibilidade no âmbito do DL 163/2006, com influência da SCIE

    — 08.11.2021 — 125€

    [formação.estágio.área 581]...............No final da ação de formação, os formandos estarão aptos a conhecer e identificar as limitações das pessoas de mobilidade reduzida no uso de edifícios em ambientes de uso normal ou em ambiente adverso com fumo, com ausência ou com pouca luz (ambientes de emergência). Conhecer as matérias técnicas a ter em consideração para a conceção do Plano de Acessibilidade, definir e saber aplicar os dimensionamentos nas saídas e vias de emergência, coincidentes com os percursos acessíveis dos edifícios. Identificar e promover ações corretivas para eliminar barreiras arquitetónicas presentes em percursos acessíveis e de emergência. Saber elaborar um Plano de Acessibilidade. Ler mais

  • Desempenho Energético dos Edifícios e NZEB - ESGOTADA

    — 15.11.2021 — 96€

    [formação.aperfeiçoamento.área 582]...............A avaliação de desempenho energético dos edifícios é realizada, tendo em conta as necessidades de energia afetas a usos, tais como o aquecimento e arrefecimento de espaços, a ventilação, a água quente sanitária, a iluminação, as quais são determinadas de modo a otimizar direta ou indiretamente, os níveis de saúde, conforto térmico e qualidade do ar interior dos ocupantes dos edifícios. No âmbito das obras sujeitas a Controlo Prévio, de edifícios novos, estes devem ser edifícios com necessidades quase nulas de energia (NZEB) e sujeitos a requisitos mínimos para alcançarem níveis de desempenho energético elevados. Os componentes renovados em edifícios a reabilitar estão igualmente sujeitos ao cumprimento de requisitos mínimos, ajustados à reabilitação. O cumprimento dos requisitos mínimos de desempenho energético relativos à envolvente dos edifícios, que visam, em particular, minimizar a ocorrência de patologias e limitar as necessidades de energia com vista à obtenção de condições interiores de conforto é, de acordo com o previsto no Decreto Lei 101-D de 7 de Dezembro de 2020, assegurado pelo técnico autor do projeto de arquitetura, no que se refere aos componentes envolvente opaca e envolvente envidraçada, no âmbito do projeto de arquitetura. Para estes efeitos o projeto de arquitetura deve detalhar as soluções adotadas em grau que possibilite a demonstração do cumprimento dos requisitos mínimos e a execução das soluções projetadas, em obra. A ação de formação em Desempenho Energético dos Edifícios e NZEB tem como objetivo fornecer as ferramentas para a definição e avaliação das envolventes com requisitos mínimos, a cumprir nos edifícios (novos ou a reabilitar), bem como a determinar e calcular o comportamento das soluções construtivas que integram o projeto, a fim de comparar com os valores máximos dos requisitos mínimos, e cumprir os mesmos de modo a alcançar níveis de desempenho energético elevados. Ler mais

  • Projetar com Revit Architecture - nível 2

    — 15.11.2021 — 160€

    [formação.aperfeiçoamento] Ler mais

  • Projetar a eficiência: Organização e Gestão do Atelier de Arquitetura

    — 17.11.2021 — 56€

    [formação.aperfeiçoamento]...............A gestão e a organização eficiente do trabalho são componentes fundamentais para o êxito e a rentabilidade de qualquer atividade empreendedora, e também dos ateliers de arquitetura. Os arquitetos podem utilizar as próprias capacidades projetais para projetar o próprio trabalho e a dinâmica do seu atelier. Esta formação pretende fornecer aos profissionais da arquitetura as ferramentas e as guidelines para lidar com a própria atividade não só no dia a dia, mas no médio e longo prazo, e assim criar mais tempo e espaço para projetar. Ler mais