BOLSA AVAE - Arquitectos Voluntários de Apoio a Emergências

— 15.09.2017


No âmbito do projecto de Arquitectos Voluntários em Situação de Emergência (AVAE), as Secções Regionais Norte e Sul vêm informar:

Com o objectivo de se disponibilizarem a ajudar com recursos técnicos qualificados e materiais, na recuperação das zonas afectadas pelos incêndios do passado dia 16 e 17 de Junho da zona centro do país, as Secções Regionais Norte e Sul, criaram o projecto AVAE.

Essa disponibilidade foi de imediato comunicada aos municípios e secretarias de estado envolvidas.

No dia 11 de Julho, as Secções Regionais Norte e Sul reuniram com a Secretaria de Estado da Segurança Social e com o Instituto da Segurança Social (Gestor do Fundo REVITA), ficando estabelecido a adesão ao Fundo.


A 18 de Agosto, efectuou-se uma reunião com o Presidente do Município de Castanheira de Pera, elemento do Conselho de Gestão do Fundo REVITA, onde se identificou a necessidade de uma reunião de trabalho com todas as entidades envolvidas no processo de reconstrução dos edifícios afectados pelos incêndios, para a estruturação de um modelo de cooperação e apoio conjunto entre todas as entidades envolvidas.


Essa reunião de articulação das diversas entidades inseridas no apoio à reconstrução, realizou-se no primeiro dia do mês de Setembro na Câmara Municipal de Castanheira de Pera.


Para além das Secções Regionais Norte e Sul da Ordem dos Arquitectos, estiveram presentes: o Presidente da Câmara de Castanheira de Pera (também como representante do Fundo REVITA), a Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, a Câmara Municipal de Pedrogão Grande; a Unidade de Missão e Valorização do Interior, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, a Ordem dos Engenheiros, a ONG Building for Humanity, a Fundação EDP, a Fundação Calouste Gulbenkian, a União das Misericórdias Portuguesas


Com especial destaque para a Arquitectura como um bem público ao serviço das pessoas, as Secções Regionais reforçaram a forte adesão dos membros à bolsa de voluntários. De acordo com dados fornecidos na reunião, a participação dos arquitectos voluntários será imprescindível na análise e validação dos processos de controlo prévio, assim como no planeamento estratégico de desenvolvimento e revitalização das aldeias afectadas.


As Secções Regionais da Ordem dos Arquitectos estão neste momento a aguardar o envio das necessidades por parte das autarquias locais, de forma a dar seguimento a todo o processo em conjunto com os membros voluntários.


A próxima reunião está agendada para o dia 26 de Setembro.



A Presidente da Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos

Paula Torgal


A Presidente da Secção Regional Norte da Ordem dos Arquitectos

Cláudia Costa Santos