Porto de Mós recebe Ciclo Cinema Projectar a 17 de Novembro

— 11.11.2016

A quadragésima sétima sessão da actividade PROJECTAR convida-nos a recuar mais de um século, para conhecer as obras dos arquitectos Charles Rennie Mackintosh, em Glasgow, e Otto Wagner, em Viena, em mais uma sessão dupla que terá lugar na sala de conferências do edifício Espaço Jovem, sito no Jardim Municipal de Porto de Mós, no próximo dia 17 de Novembro, pelas 19h.

Ambos da série Architectures, o primeiro documentário, realizado por Juliette Garcias em 2013 (um ano antes do incêndio que a atingiu severamente em Maio de 2014) leva-nos a conhecer a Escola de Artes de Glasgow, projectada pelo arquitecto Charles Rennie Mackintosh:

Construída na aurora do século XX, a Escola de Artes de Glasgow é a obra prima do único artista britânico considerado como precursor da modernidade, Charles Rennie Mackintosh. O mais notável representante do «estilo de Glasgow», equivalente da Art Nouveau parisiense, Mackintosh vai dedicar mais de dez anos à realização daquele que é incontestavelmente o seu projecto arquitectónico mais inovador, uma obra prima que conjuga racionalidade construtiva, subjectivismo arte nova, obsessão pelo detalhe e fantasia decorativa. Dez anos de trabalho sem que o arquitecto se desloque por uma única vez ao estaleiro. Após dez anos de purgatório, a escola tornou-se um local de peregrinação para gerações de arquitectos. A sua influência não tem equivalente na arquitectura do início do século XX.

O edifício em foco no segundo documentário, realizado em 1998 por Stan Neumann, é a Caixa de Poupanças de Viena, projectada pelo arquitecto Otto Wagner. Concebida como uma obra total, a Caixa de Poupanças de Viena marca uma evolução radical na arquitectura do século XX.

O grande edifício da Caixa de Poupanças dos Correios de Viena de Áustria continua, hoje em dia, 90 anos após a sua construção, a funcionar e bastante próxima do seu estado original. O arquitecto Otto Wagner faz parte dessa vaga vienense de inovadores do virar do século e será o mais importante pioneiro da arquitectura moderna na Europa Central. Este edifício é ao mesmo tempo exemplar e único. Ele retoma as soluções arquitectónicas postas em prática na segunda metade do século XIX para dar resposta às necessidades dos grandes bancos de depósitos, mas rompe brutalmente com o estilo tradicional. Deixando o ferro e o vidro, Wagner opta pelo despojamento e pela simplicidade: fachadas revestidas com uma fina camada de granito ou mármore, uma grande escadaria encimada com um enorme envidraçado que evoca uma nave industrial ou uma estação de caminho de ferro, mais que um banco...

Com estas sessões propõe-se esta Delegação da Ordem dos Arquitectos exibir documentários de Arquitectura, como forma de divulgar a vida e obra de arquitectos com importância na história e teoria da arquitectura, nacional e internacional, de várias épocas e movimentos, e assim contribuir para o enriquecimento da cultura arquitectónica na nossa região.

Estas sessões destinam-se, para além dos arquitectos da região, a outros técnicos e a todas as pessoas com curiosidade e interesse nestes temas, sendo de acesso livre mas limitadas à lotação da sala de conferências do edifício Espaço Jovem, no Jardim Municipal de Porto de Mós, que está disponível para o efeito.


Apoio:

Município de Porto de Mós


PROGRAMA:


17 de Novembro, 19h00

Espaço Jovem, Jardim Municipal, Porto de Mós

A Escola de Artes de Glasgow

CHARLES RENNIE MACKINTOSH

(2013, Juliette Garcias, 26')

Caixa de Poupanças de Viena

OTTO WAGNER

(1998, Stan Neumann, 26')